Contato responsável
igus® do Brasil Ltda

Rua Antônio Christi, Nº 611

Parque Industrial III - FAZGRAN

13213-183 – Jundiaí-SP

+55 11 3531 4487
+55 11 3531 4488

Mídia

Você tem alguma pergunta? Precisa de material?
Estão disponíveis para download aqui informações de imprensa e material fotográfico pronto para publicação.
Ficaríamos também felizes com a sua ligação, e-mail ou fax!
 
Contato de imprensaGostaria de ser adicionado(a) à nossa lista de distribuição de mídia?

Comunicados de imprensa por área

Economizando peso, aumentando a segurança: buchas de tribopolímeros da igus testadas para aeronaves05/11/2018

Buchas autolubrificantes leves de plástico foram aprovadas depois de testes de resistência à fogo e altas temperaturas realizado pelo instituto de testes independente

Cinco polímeros de alto desempenho iglidur agora estão em conformidade com os requisitos da Administração Federal de Aviação Americana (FAA) de segurança contra incêndios em interiores de aeronaves. Alguns exemplos de áreas de aplicações para buchas autolubrificantes feitas desses materiais são, por exemplo, em pontos de apoio em poltronas, mesas e portas. As buchas livres de manutenção garantem uma solução leve, segura e livre de lubrificação.

Leves, silenciosas e à prova de falhas - são esses alguns dos critérios-chaves para componentes usados na aviação. Componentes interiores de aviões também requerem a conformidade com rigorosos padrões de segurança contra incêndios. Os materiais das buchas autolubrificantes iglidur G V0, iglidur X, iglidur A350, iglidur H e iglidur J350 da empresa especializada em motion plastics igus foram testados positivamente por um instituto de testes independente de acordo com o teste de fogo FAR CS 25.853 Anexo F, Parte 1a 1 (ii). Os cinco materiais de buchas autolubrificantes também receberam a classificação V0 de acordo com UL94, tornando-os a solução ideal para aplicações de movimento em aeronaves, por exemplo, em mesas retráteis, poltronas ajustáveis ou em dobradiças de portas e compartimentos de bagagem. Com esses cinco materiais, os projetistas de equipamentos e componentes dos interiores de aeronaves têm os materiais iglidur adequados para todas as aplicações das buchas autolubrificantes: o multi-talento econômico iglidur G V0, o iglidur A350 em conformidade com a FDA, o iglidur J350 e o iglidur H com absorção de umidade excepcionalmente baixa até ao iglidur X, o solucionador de problemas de alta tecnologia.

Buchas autolubrificantes iglidur: uma solução leve e livre de lubrificação
Assim como todos os produtos da igus, as buchas autolubrificantes iglidur funcionam completamente sem lubrifricação externa. Ao invés, os lubrificantes sólidos homogeneamente incorporados no material garantem uma operação silenciosa e suave. Isso traz várias vantagens: primeiro, eles dispensam de trabalhos de manutenção elaborados e economizam custos devido à lubrificação repetida regular, segundo, não há trabalho adicional durante a montagem, e, terceiro, os componentes permanecem sempre limpos, o que é um critério importante, especialmente em interiores de aviões.

Vantagens diante de buchas de metal - cada grama conta no ar
Comparados com alternativas metálicas, as buchas iglidur da igus são até sete vezes mais leves, o que é crucial na indústria aeroespacial, onde cada quilo economizado resulta diretamente num aumento da amplitude ou eficiência. Por último, mas não menos importante, são mais baratos que as buchas feitas em metal e livres de corrosão. Ao contrário das buchas metálicas, são mais flexíveis, o que não só simplifica a montagem e ajuda a minimizar os ruídos, mas também torna as buchas insensíveis a impactos e cargas nas extremidades. Uma grande vantagem especialmente em aplicações como mesas retrátis em poltronas de aviões. Com os plásticos de alto desempenho da igus, a economia é tripla: do peso, da manutenção e do custo. Além disso, os usuários podem encontrar uma solução abrangente entre os 50 materiais que cumprem vários regulamentos legais e específicos à indústria. Seja a conformidade com a FDA ou a conformidade da UE para a indústria alimentar, para contato com a água, a indústria de tabaco ou até normas de proteção contra incêndios específicas à indústria, como para a tecnologia aeroespacial ou ferroviária. Os usuários sempre encontram a bucha certa.