Contato responsável
igus® do Brasil Ltda

Rua Antônio Christi, Nº 611

Parque Industrial III - FAZGRAN

13213-183 – Jundiaí-SP

+55 11 3531 4487
+55 11 3531 4488

Mídia

Você tem alguma pergunta? Precisa de material?
Estão disponíveis para download aqui informações de imprensa e material fotográfico pronto para publicação.
Ficaríamos também felizes com a sua ligação, e-mail ou fax!
 
Contato de imprensaGostaria de ser adicionado(a) à nossa lista de distribuição de mídia?

Comunicados de imprensa por área

Um mundo livre de lubrificação para máquinas pesadas: conheça a iglidur Q2E04/07/2019

Em um teste, a nova bucha de alta carga suportou até 130 MPa
Em máquinas de construção, máquinas agrícolas, veículos utilitários e instalações offshore, buchas autolubrificantes muitas vezes precisam lidar com condições extremas, como cargas pesadas. Pensando nisso, a igus desenvolveu ainda mais a sua bucha bicomponente livre de lubrificação iglidur Q2E. O material iglidur Q2 garante um alto grau de resistência ao desgaste testado e um invólucro de polímero rígido protege a bucha resistente.

Sujeira, impactos e cargas elevadas nas extremidades: as buchas em equipamentos de construção, máquinas agrícolas e instalações offshore geralmente sofrem com aplicações exigentes e precisam suportar condições extremas. Materiais duráveis e componentes resistentes à sujeira são, portanto, necessários. Exatamente para esses cenários de uso, a igus atualizou agora a sua bucha para serviços pesados iglidur Q2E e está expandindo a linha de buchas para aplicações pesadas, fechando a lacuna entre buchas existentes e soluções metálicas e de outros compostos. A bucha consiste em plásticos de alto desempenho e, portanto, é completamente livre de lubrificação e resistente à corrosão. A ausência de lubrificação permite uma operação livre de manutenção dos pontos da bucha e evita falhas das máquinas devido à falta de lubrificação. Sistemas dispendiosos de lubrificação central já não são necessários. Sujeira e impurezas já não podem aderir aos pontos da bucha, minimizando, assim, o desgaste. Além disso, menos graxa e óleo deixam de ser depositados no meio ambiente, reduzindo o consumo anual de mais de 35 milhões de toneladas de lubrificante, como medido pela Universidade de Aachen, Alemanha. Outra vantagem: o método de moldagem por injeção usado na fabricação das buchas autolubrificantes é especialmente econômico.

A combinação é o segredo
Dois materiais em um design encapsulado garantem que a bucha possa suportar até mesmo as cargas mais extremas nos bordos. Isso porque o iglidur Q2E tem como material um invólucro de polímero rígido e um núcleo tribologicamente otimizado composto de iglidur Q2. Usado para uma bucha autolubrificante com um diâmetro de 20 milímetros, este material também é dimensionalmente muito estável e resistente ao desgaste, mesmo sob cargas altas de até 7 toneladas métricas. Funcionando como uma bainha protetora, o invólucro torna a bucha muito resistente, garantindo uma vida útil mais longa. A igus provou isso no seu próprio laboratório interno de testes. No teste de rotação, o material resistiu a uma carga radial de 130 MPa. O iglidur Q2E está inicialmente disponível para diâmetros de eixo de 20, 25, 30 e 40 mm.