iglidur® H - Dados do material

Tabela de materiais

Características gerais Unidade iglidur® H método de teste
Densidade g/cm³ 1,71
cor Cinzenta
Absorção máx. de humidade a 23°C/50% U. H. Wt. -% 0,1 DIN 53495
Máx. absorção de água Wt. -% 0,3
Coeficiente de atrito superficial, dinâmico, contra o aço µ 0,07 - 0,2
Valor p x v , máx. (a seco) MPa x m/s 1,37

Propriedades Mecanicas
Módulos de elasticidade MPa 12.500 DIN 53457
Elasticidade a 20° C MPa 175 DIN 53452
Força de compressão MPa 81
Máxima resistência à compressão superficial recomendada (20° C) MPa 90
Dureza D 87 DIN 53505

Propriedades térmicas
Temperatura máxima de trabalho a longo prazo: °C +200
Temperaturas para apicações a curto termo °C +240
Temperatura mínima de aplicação °C -40
condutibilidade térmica [W/m x K] 0,6 ASTM C 177
Coeficiente de expansão térmica (a 23° C) [K-1 x 10-5] 4 DIN 53752

Propriedades eléctricas1)
Resistência especifica Ωcm < 105 DIN IEC 93
Resistência superficial Ω < 102 DIN 53482
1) A boa conditividade deste plástico, sob certas condições, pode promover corrosão em partes metálicas.
Tabela 01: Dados do material


 

Figura 01: Valores PV permitidos para mancais iglidur® H com parede de 1 mm de espessura em operação seca contra um eixo de aço, a 20℃, instalado em uma carcaça de aço.
 
X = Carregar [MPa]
Y = Velocidade da superfície [m/s]

 
Valores p x v permitidos

Para os casquilhos iglidur® H com 1 mm de espessura de parede em operações a seco com veios de aço, a 20ºC instalados num alojamento em aço.

iglidur® H é de um material termoplástico com fibras reforçadas, desenvolvido especialmente para aplicações sob grande humidade ou debaixo e água. Os casquilhos feitos de iglidur® H podem ser utilizados completamente isentos de lubrificação. Em áreas húmidas, o meio funciona como um lubrificante adicional.

Fig. 02: Máx. pressão superficial recomendada em função da temperatura(90 MPa a +20 °C)
 
X = Temperatura [°C]
Y = Carregar [MPa]

 

Figura 03: Deformação sob baixas cargas e temperaturas
 
X = Carga [MPa]
Y = Deformação [m/s]

 
Propriedades Mecanicas

Pressão de superfície máxima recomendada representa um parâmetro mecânico do material. Conclusões tribológicas não podem ser definidas a partir disto. Com o aumento da temperatura, a resistência à compressão dos casquilhos iglidur® H diminuem. Fig. 02 clarifica esta situação Com a temperatura superior de aplicação permitida a longo prazo de +200℃, a pressão de superfície permitida ainda alcança os 25 MPa.
 
iglidur® H é de um material termoplástico com fibras reforçadas, desenvolvido especialmente para aplicações sob grande humidade ou debaixo e água. Mancais feitos de iglidur® H podem ser usados sem nenhuma lubrificação. Em aplicações em áreas molhadas, o meio circundante atua como um lubrificante adicional. A Figura 03 mostra a deformação elástica do iglidur® H com cargas radiais. Abaixo da máx. pressão superficial recomendada de 90 Mpa, a deformação vai até aos 2,5%.

Máxima velocidade superficial

m/s rotativo Oscilação linear
Constante 1 0,7 3
curto período 1,5 1,1 4
Tabela 02: Velocidade máxima de deslize

Velocidades superficiais admissíveis

A velocidade superficial máx. permitida é dependente de a temperatura no casquilho aumentar rapidamente ou não. O iglidur® H é indicado para trabalhar em operações a seco com velocidades de 1 m/s (rotação) e 4 m/s (linear) respectivamente. Movimentos lineares permitem atingir maiores velocidades superficiais, assim como uma área mais larga do próprio veio que contribui para o arrefecimento.

iglidur® H temperatura ambiente
Inferior - 40 °C
Superior, a longo prazo + 200 °C
Superior, a curto prazo + 240 °C
Segurança axial adicional + 120 °C
Tabela 03: Limite de temperatura para iglidur® H

Temperaturas

O iglidur® H é um material extremamente resistente à temperatura. A temperatura máx. a curto prazo é de +240° C para os casquilhos iglidur® H.
 
Com o aumento da temperatura, a resistência à compressão dos casquilhos iglidur® H diminuem. Fig. 02 clarifica esta situação
 
As temperaturas envolventes no sistema também tem influência no desgaste do casquilho.

Figura 04: Coeficientes de atrito dependendo da velocidade superficial, p = 0,75 MPa
 
X = Velocidade da superfície [m/s]
Y = Coeficiente de atrito μ

 

Figura 05: Coeficientes de atrito dependendo da carga, v = 0,01 m/s
 
X = Carregar [MPa]
Y = Coeficiente de atrito μ

 
Atrito e desgaste

O coeficiente de atrito altera-se ligeiramente tal como a resistência ao desgaste, com o aumento da carga.
O coeficiente de atrito µ baixa ligeiramente com o aumento da velocidade supercial a carga constante (Ver figuras). 04 e 05)
 
O veio onde se aplica o iglidur® H tem obviamente uma larga influência no atrito e desgaste, a escolha do veio pode então ser decisiva para um bom funcionamento. Mais do que Ra = 0.1 µm para acabamento superficial aumenta o coeficiente de atrito
 
Para aplicações com grandes cargas, nós recomendamos tanto superfícies duras ou macias com um acabamento superficial Ra = 0.3 to 0.4 µm.

iglidur® H Seco Massa lubrificante Óleo Água
Coeficiente de atrito µ 0,07 - 0,2 0,09 0,04 0,04

Tabela 04: Coeficiente de atrito para o iglidur® G em trabalho com o aço
(Ra = 1 µm, 50 HRC)

Figura 06: Coeficientes de atrito dependendo da superfície do veio (veio Cf53)
 
X = Acabamento da superfície do eixo RA [μm]
Y = Coeficiente de atrito μ

 

Figura 07: Desgaste, aplicação de rotação com diferentes tipos de materiais de veios, p = 1 MPa, v = 0,3 m/s
 
X = Mateiras de veios
Y = Desgaste [μm/km]
 
A = Alumíno, anodizado duro
B = aço maquinado
C = Cf53
D = Cf53, cromado duro
E = St37
F = V2A
G = X90

 
Materiais dos veios

As figuras 07 a 09 exibem um resumo dos resultados dos testes com eixos de materiais diferentes conduzidos com mancais feitos de iglidur® H. Mancais feitos de iglidur® H exibem um comportamento distinto com eixos de diferentes materiais em aplicações pivotantes e de rotação. Enquanto que os veios em Cf53 e St37 apresentam os melhores resultados a nível de coeficientes de desgaste em aplicações de rotação, os veios em V2A são os mais indicados para aplicações oscilantes. Já os veios cromados duros com casquilhos iglidur® H tem vantagens apenas com cargas extremamente baixas.
 

Figura 08: Desgaste com vários materiais de veio em rotação dependendo da carga
 
X = Carregar [MPa]
Y = Desgaste [μm/km]
 
A = Cf53
B = V2A
C = St37
D = cromado duro

 

Fig. 09: Desgaste em aplicações oscilantes e de rotação cpm vários tipos de materiais, p = 2 MPa
 
Y = Desgaste [μm/km]
 
A= Cf53
B= cromado duro
C= V2A
D= St37
 
Azul = Rotação
Rosa = Oscilação

 
 

média Resistência de contato
Álcoois +
Hidrocarbonetos +
Gorduras, óleos, sem aditivos +
Combustíveis +
Ácidos diluídos + to 0
Ácidos fortes + a -
Bases +
Bases fortes +
+ resistante   0 condicionalmente resistente   - não resistente
Todas as especificações à temperatura [+20°C] Tabela 05: Resistência química do iglidur® H


Propriedades eléctricas

Resistência especifica < 105 Ωcm
Resistência superficial < 102 Ω
Os casquilhos iglidur® H são isoladores eléctricos.

Resistência química

Os casquilhos iglidur® H tem boa resistência a químicos. Até mesmo um químico agressivo pode atuar como um lubrificante.
 
Os casquilhos iglidur® H não suportam calor e determinados ácidos.
 

Radiação

O iglidur® H aguenta radiações gama sem aparente perca de propriedades mecânicas. Os casquilhos iglidur® H são resistentes à uma intensidade de radiação na ordem dos 2 x 10² Gy.

Resistência a raios UV

Os casquilhos iglidur® H são apenas condicionalmente resistentes a raios UV. Debaixo da influência de água, a superfície do iglidur® H torna-se mais dura, a resistência à compressão do material desce.

Vácuo

Tome nota que para uso em vácuo, a água, mesmo que em pequena quantidade não deve estar presente.

Propriedades eléctricas

Os casquilhos iglidur® H são electricamente condutíveis.

Figura 10: Influência da absorção de umidade das buchas iglidur® H
 
X = Absorção de umidade [P-%]
Y = Redução do Ø interno [%]

 
absorção de água

A absorção de humidade dos casquilhos iglidur® H é cerca de 0.1% em condições climáticas padrão. O limite de saturação da água é 0,3%. O material iglidur® H é um material perfeitamente indicado para trabalhar em ambientes húmidos.

Absorção máxima da umidade
por +23 °C/50 % U. R. 0,1 peso-%
Máx. absorção de água 0,3 peso-%
Tabela 06: Absorção de umidade do iglidur® H

Diâmetro
d1 [mm]
Veio h9
[mm]
iglidur® H
F10 [mm]
Carcaça H7
[mm]
Até 3 0 - 0,025 +0,006 +0,046 0 +0,010
> 3 bis 6 0 - 0,030 +0,010 +0,058 0 +0,012
> 6 bis 10 0 - 0,036 +0,013 +0,071 0 +0,015
> 10 bis 18 0 - 0,043 +0,016 +0,086 0 +0,018
> 18 bis 30 0 - 0,052 +0,020 +0,104 0 +0,021
> 30 a 50 0 - 0,062 +0,025 +0,125 0 +0,025
> 50 bis 80 0 - 0,074 +0,030 +0,150 0 +0,030

Tabela 07: Tolerâncias importantes para os casquilhos iglidur® H de acordo com a ISO 3547-1 depois de montados.

Tolerâncias de instalação

Os casquilhos iglidur® H são usados para veios com tolerância mínima recomendada de H9. Os casquilhos são dimensionados para serem montados em alojamentos com tolerância h7 . Depois da instalação num alojamento com diâmetro nominal, o diâmetro interior do casquilho ajusta-se automaticamente para uma tolerância F10.

Contato

Buchas Polímero
+55 11 3531 4487 Em que posso ajudar?

Contato igus® +55-11-3531 4487 E-Mail para igus®

myigus myCatalog
Sem quantidade mínima para compras
7:30 -18:00 Entrega + Atendimento Entrega em 24h* Amostras grátis

Mais de 100.000 produtos disponíveis! Serviços de consultoria técnica de segunda à sexta, das 8 às 18 horas!

Newsletter Registration
Condições Gerais de Venda Realização Observações gerais Declaração de Proteção e Privacidade de Dados